Encontros de Extensão realiza seu segundo dia de apresentações

foto1O Encontros de Extensão realizou seu segundo dia de atividades na quarta-feira (06), no campus FAPA da UniRitter. Depois que seis trabalhos foram apresentados no primeiro dia da atividade, outros oito grupos mostraram seus projetos para uma plateia formada por professores, coordenadores e a reitora da instituição, Laura Frantz. A importância de apresentar trabalhos que envolvam áreas como educação, meio ambiente e causas sociais foi destacada por Laura, que ressaltou o aprendizado e experiência que essas produções agregam à vida acadêmica e profissional: “É um orgulho presenciar esse evento. Eu participei de projetos de Extensão durante algum tempo, logo no início da minha graduação, e é muito bom realizar esses trabalhos. Só quem passa por essa experiência sabe como é esse sentimento. Eu costumo dizer que o aluno que participa de atividades como essa durante a sua formação é um aluno diferenciado”.

VITAMINANDO
CURSO:  Nutrição

O primeiro projeto apresentado foi o Vitaminando. Com uma equipe formada pelos acadêmicos Lucas Pandolfo, Rafaela Mello, Raphaela Macedo, Lara Koehler, Kelly Mendes e Fernanda Moura, o grupo contou com a coordenação das professoras de Nutrição Joana Lemos e Fernanda Marques. O trabalho abordou as atividades realizadas pela Kinder Centro de Integração da Criança Especial, entidade sem fins lucrativos que lida com o desenvolvimento das potencialidades de crianças e adolescentes com deficiência múltipla.

A equipe enfatizou que a Kinder, apesar de atender 300 crianças e adolescentes de forma gratuita em diversas áreas da saúde, ainda carece de um atendimento com foco na nutrição. Esta lacuna é o foco do trabalho. A equipe planeja acompanhar de perto as necessidades nutricionais das crianças, prescrevendo tratamentos, orientando cuidados e realizando oficinas para educar crianças e familiares sobre hábitos saudáveis em relação a alimentação. Já em agosto deste ano, o grupo pretende colocar em prática a Oficina de Lanche Saudável, onde crianças, pais e cuidadores serão educados em relação à alimentação saudável e aprenderão receitas e opções de lanches nutritivos e de baixo custo.

“Essa oficina se faz necessária porque normalmente os pais trazem de casa o lanche para as crianças. A instituição não oferece refeições. Assim, percebemos que eles levam coisas não saudáveis, e falta ideias sobre o que fazer. Isso acontece também porque eles têm uma baixa condição financeira. A ideia então é apresentar receitas e praticar com eles”, explicou a professora Fernanda. Os alunos envolvidos no projeto enfatizaram o quanto é satisfatório lidar com ambientes como o da Kinder, conviver com as crianças e ver nos pais a ânsia por aprender formas de melhorar a qualidade da alimentação dos filhos.

CADEIRA MULTIFUNCIONAL PARA CRIANÇAS COM DEFICIÊNCIAS MÚLTIPLAS
CURSOS:  Design de Produto, Engenharia Mecânica, Fisioterapia, Pedagogia e Psicologia

Leonardo Ambrosio/AGEX ZONA SUL
Professor Mauro Schneider apresentou o projeto desenvolvido na Kinder

Alunos dos cursos de Design de Produto, Engenharia Mecânica, Fisioterapia, Pedagogia e Psicologia também atuaram com a Kinder. Sob a coordenação do professor Mauro Schneider, do Centro de Design da UniRitter, atuaram com o desenvolvimento de uma cadeira multifuncional que possa atender as necessidades especiais dos alunos da instituição. A equipe, trabalha na identificação das necessidades motoras e no entendimento de como o produto pode beneficiar atividades pedagógicas e de reabilitação das crianças. O projeto ainda está em fase de análise, mas Mauro ressalta o grande trabalho da equipe no projeto, e revela que uma das etapas visa buscar parceiros que possam ajudar financeiramente a proposta: “Vamos buscar parceiros e patrocinadores que abracem a ideia. Queremos desenvolver um produto que possa facilitar a rotina dessas crianças e apresentar a proposta para que outras empresas possam se engajar e apoiar a Kinder”.

TURISMO E LITERATURA; SEXTA-FEIRA DO PROFESSOR; BAÚ DE MEMÓRIAS
CURSO:  Letras

Dando sequência ao evento, a professora Regina Silveira apresentou seus três projetos de extensão. O primeiro, intitulado Turismo e Literatura, foi desenvolvido em parceria com Eva Alves, Mestra Egressa do PPG Letras da UniRitter, e o aluno de Letras Marcos Lampert. O trabalho consiste na identificação de aspectos da memória cultural de Porto Alegre e do Rio Grande do Sul, que sejam representados na literatura. Assim, a equipe criou o que chamam de “mapas turístico-culturais”. O projeto desenvolve oficinas de leitura e viagens turísticas para pontos específicos da cidade e do estado que estejam presentes na literatura, entre outras ações.

O segundo trabalho é o Sexta-Feira do Professor. Com a participação das alunas Ana Laura e Nicole, ambas do curso de Letras da UniRitter, o projeto consiste na pesquisa e elaboração de atividades que são apresentadas em reuniões e oficinas com professores, de acordo com o interesse de escolas da rede pública estadual. “A ideia é contribuir com projetos interdisciplinares nas escolas, como a leitura de obras da literatura brasileira, lendas e outras propostas. Além disso, busca dialogar com o projeto Turismo e Literatura, atuando em parceria”, explica Regina.

O terceiro projeto apresentado conta com a egressa do curso de Letras UniRitter, Itália Falceta da Silveira, e se chama ‘Baú de Memórias’. Com reuniões semanais de um grupo de idosos no Campus Zona Sul da UniRitter, a proposta é a integração através de conversas, leitura e produção de textos. De acordo com Regina, “o trabalho é realizado desde 2008 e conta com diversas participações na Feira do Livro”. Na edição de 2014, por exemplo, os participantes interagiram com o poeta Armindo Trevisan.

PROJETO DE ATENÇÃO PEDAGÓGICA EM EDUCAÇÃO DE ADULTOS
CURSOS: Pedagogia e Letras

Leonardo Ambrosio/AGEX ZONA SUL
Professores e alunos participaram do segundo dia do Encontros de Extensão (Foto: Leonardo Ambrosio)

A professora Denise Ceroni apresentou seu Projeto de Atenção Pedagógica em Educação de Adultos. A proposta é reunir pessoas acima de 50 anos oriundas de comunidades e bairros próximos da UniRitter Zona Sul e envolvê-las em projetos de aprendizagem e construções de novos conhecimentos. A equipe oferece oficinas como Linguagem e Espiritualidade, Espanhol, Sarau Literário, Jogos Lógicos, Corpo Encanto e Inclusão Digital. Para a professora Denise, a convivência entre os participantes do grupo, auto-intitulado ‘Grupo Revivendo a Vida’, tende a ser muito benéfico para suas vidas. “A proposta do grupo é que a convivência entre os pares possa dar melhores condições de pensar sua própria vida e seu próprio envelhecimento. Como um grande exemplo de alcance do projeto, temos um senhor de 88 anos que chegou analfabeto no grupo. Operário da construção civil durante a vida toda, ele já está semi-alfabetizado e isso é especialmente motivador”, conta.

O trabalho envolve os voluntários e bolsistas de Pedagogia e Letras Rodrigo Kunzer, Laura Barros, Luiza França, Philipe Soares, Sophia Jabs, Patrick Bortoluzzi, Paulo Bitencourt, Dafny Candal, Elzira Tischer, Maria Elizabeth Prezel e Nilseia Ribas.

PROJETO DE ATENÇÃO EM EDUCAÇÃO INFANTIL NA UNIDADE PRISIONAL MADRE PELLETIER
CURSO: Pedagogia

Com foco nas crianças, mães e mulheres gestantes da Penitenciária Madre Pelletier, o Projeto de Atenção em Educação Infantil na Unidade Prisional Madre Pelletier, busca amenizar a falta de condições adequadas para uma gestação e educação dignas oferecidos no cárcere. Coordenado pela professora de pedagogia Suyan Maria Castro, a equipe é formada pelo professor Leonardo Garavelo e pelas bolsistas Carolina Conceição, Tarlidiana Vieira e Thiarline Moraes. A equipe busca auxiliar no desenvolvimento das crianças em seus aspectos físico, afetivo e sócio-cognitivo, com reuniões mensais no presídio, onde serão abordados temas como o desenvolvimento infantil e a importância da maternidade.

Segundo Suyan, o projeto ainda depende de um convênio entre UniRitter e SUSEPE, crucial para que as ideias possam entrar em prática. Uma vez que o projeto esteja em pronto para ser efetivado na prática, a Suyan explica que será realizado um diagnóstico do ambiente, levando em consideração pátio, rotina, dormitórios, alimentação, higiene e organização. Depois disso, serão disponibilizados para as mães e gestantes materiais educativos, momentos de amamentação e aproximações entre as mães, agentes penitenciárias e crianças.

ECO EDUCADORES
CURSO: Engenharia Ambiental e Sanitária

Foto: Leonardo Ambrosio
Reitora da UniRitter, prof. Dra. Laura Frantz (à esquerda) acompanhou a apresentação dos projetos de extensão

Encerrando a tarde de apresentações, o projeto Eco Educadores apresentou a realidade de comunidades e escolas públicas que cercam a UniRitter Zona Sul. Coordenado pelo professor John Würdig, e composto pelos estudantes Douglas Ciecielski, Guilherme Menezes e Patrícia Russo – todos do curso de Engenharia Ambiental e Sanitária -, a proposta é buscar ações de implementação dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável e na formação do que chamam de ‘ECO Educadores’ – jovens que atuem na propagação das boas práticas ambientais no ambiente em que vivem. Para isso, a equipe explica que serão realizadas oficinas com estudantes do ensino fundamental de escolas pré-definidas, envolvendo jovens indicados pelas próprias instituições de ensino como ‘lideranças positivas’, que possam influenciar outros jovens.

“O projeto já conta com uma série de parcerias. Quando conseguirmos efetivar sua atuação, será inclusive uma forma de incentivo para outras iniciativas tomadas por escolas e professores do entorno da UniRitter. Os estudantes envolvidos no projeto devem manter um bom desempenho escolar”, explica John.

REPORTAGEM: Leonardo Ambrosio
EDIÇÃO:
Maurício Paulini

ALU201415723

Alunos Graduacao Jornalismo ZS

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.