No fim das contas, o que importa é o ser humano: confira o resumo do segundo dia do WOBI on Leadership 2016

por Mariana Oselame|Cidade do México

O centro de convenções Expo Santa Fe recebeu, na quinta-feira (30/06), o segundo e último dia do WOBI on Leadership 2016. Como já havia acontecido um dia antes, líderes, empresários, estudantes, professores e formadores de opinião se reuniram para acompanhar a exposição de quatro painelistas, além de participar de um bate-papo com o CEO da Oracle Corporation, uma das empresas patrocinadoras do evento.

STEVEN KOTLER

Divulgação
Steven Kotler

O primeiro a falar foi o jornalista, escritor e empreendedor Steven Kotler. Ele abriu a apresentação contando que aos 30 anos foi diagnosticado com a doença de Lyme – uma infecção bacteriana, muito comum na América do Norte e na Europa, que é causada por carrapatos. Debilitado, ele resolveu se desafiar. Convidado por um amigo, começou a surfar mesmo sem estar 100% fisicamente. O que aconteceu a partir daí mudou o modo de Kotler ver o mundo. O surfe o conduziu a um estado mental que o ajudou a superar a doença – e ajudou tanto que Kotler passou a estudar esse estado que ele denominou “flow”.

A tradução para o português, “fluxo”, perde o sentido a que Kotler se refere. Segundo ele, “flow” é o estágio máximo de performance que alguém pode alcançar exercendo alguma atividade. É o único momento em que o cérebro humano produz cinco potentes substâncias que, juntas, potencializam o seu desempenho. Intrigado com o assunto, Kotler fundou o The Flow Project, uma organização que se dedica a estudar como as pessoas podem ser treinadas para atingir esse estágio máximo de performance.

A exposição de Kotler trouxe vários pontos interessantes. Entre eles, dois merecem ser destacados. Ao abordar a questão do MEDO, Kotler falou sobre a importância de se assumir riscos. “O que costumava dizer para você PARE, agora precisa dizer VAI”, afirmou, ressaltando que o medo, em vez de paralisar, deve ser um estímulo para seguir em frente.

O segundo aspecto interessante foi o que ele chamou de “REFRAMING THE IMPOSSIBLE”, ou seja, a capacidade de simplesmente negar o termo “impossível”. Para exemplificar esse comportamento Kotler trouxe a história de Roger Bannister, atleta dos 1.500 metros que, em 1954, pela primeira vez na história, fechou a prova abaixo dos 4 minutos – algo que todos diziam ser impossível. Bannister correu a distância em 3min59s4.

AXEL GEGENSCHATZ

Reprodução
Axel Gegenschatz

O segundo painelista do dia foi Axel Gegenschatz, gerente geral da Avon México, que falou bastante sobre a questão do propósito. “O propósito não é uma frase. Não é um slogan. Um propósito se vive, ele tem que ser coerente. Tem que ser honesto, relevante. Tem que fazer parte do DNA da empresa”, disse o executivo.

Gegenschatz ressaltou que o propósito da Avon não é trabalhar com a beleza, mas sim empoderar as mulheres por meio da independência financeira. Segundo ele, a Avon tem 6 milhões de representantes no mundo inteiro e constrói toda a sua estratégia de comunicação com quem consome os seus produtos por meio dessa rede de consultoras (inclusive utilizando as associadas como modelos nas campanhas que desenvolve).

A beleza é o caminho. O foco da Avon é o empoderamento da mulher.

TIM LEBERECHT

Divulgação
Tim Leberecht

O segundo dia do WOBI on Leadership seguiu com a palestra de Tim Leberecht, expert em marketing e inovação, que falou sobre a falta de “romance” nas organizações e na vida das pessoas. Segundo ele, vivemos em uma era de quantificações. Quantificamos quantos amigos temos nas redes sociais, quantificamos quantos curtiram uma foto, quantificamos até mesmo experiências, como se fôssemos espécies de máquinas programadas para viver . Falta romance, falta envolvimento, falta engajamento. O que ele propõe é um retorno a esse sentido de humanidade, especialmente nos negócios.

Entre as contribuições interessantes da palestra de Tim está a referência ao trabalho da artista sérvia Marina Abramovic que, em uma de suas obras, se propôs a encarar em silêncio, por um minuto, os estranhos que sentassem em sua frente.

MARK HURD

Reprodução
Mark Hurd

CEO da Oracle Corporation, Mark Hurd não palestrou, mas participou de um bate-papo no palco principal do WOBI on Leadership 2016. Durante a conversa que durou cerca de 40 minutos, Hurd destacou que as pessoas não são motivadas pelas mesmas razões. Disse que tem como propósito ser um líder capaz de proporcionar uma orientação clara para as pessoas atingirem os seus objetivos pessoais e profissionais. Também destacou que os empregados enxergam a empresa pelas lentes de seu chefe imediato, ou seja, é a relação com o superior a quem ele se reporta que vai determinar como esse empregado vê a companhia.

Outro ponto relevante do bate-papo com Hurd foi a reflexão sobre o processo de tomada de decisão. Segundo ele, quando são necessárias mais de três pessoas para decidir alguma coisa a decisão simplesmente tende a não ser tomada. Isso acontece, para Hurd, porque há quem fique “segurando a decisão” no intuito de se sentir “importante” para a organização. É preciso desburocratizar esse processo, conforme Hurd, em nome da eficiência.

CHIP CONLEY

Reprodução
Chip Conley

O WOBI on Leadership 2016 terminou com a palestra de Chip Conley, criador e CEO da rede de hotéis boutique Joie de Vivre e gerente global de hospitalidade do Airbnb. Chip contou detalhes de como iniciou o seu negócio comprando um motel falido em uma região violenta de São Francisco (EUA). Contou que a cada hotel que cria, se baseia no perfil de público de uma revista. Esse primeiro empreendimento, por exemplo, localizado em uma área violenta de São Francisco (EUA), foi batizado de Phoenix Hotel – o público-alvo são pessoas que se identificam com o perfil da revista Rolling Stone. É assim a cada novo hotel criado por Chip: Hotel Rex (The New Yorker), Hotel Avante, Hotel Lincoln, etc.

Divulgação
Phoenix Hotel, em São Francisco (EUA): criado para o perfil de leitor da revista Rolling Stone

Com a palestra de Chip terminou o WOBI on Leadership 2016. O próximo WOBI será em Nova Iorque, nos dias 18 e 19 de outubro, e tem como tem “BeBeta”. Entre os palestrantes confirmados estão o ex-tenista Andre Agassi e a vencedora do Nobel da Paz em 2014, Malala Yousafzai. A lista completa está disponível no site do evento.

mariana_oselame

Faculdade de Jornalismo

Deixe um comentário

%d blogueiros gostam disto: